Notícias
Lagarta do pinheiro


A processionária, ou lagarta processionária do pinheiro (Thaumetopoea pityocampa), é a forma larval de uma traça nocturna. A traça é perfeitamente inócua mas infelizmente as suas crias são extremamente perigosas para pessoas e animais. As traças adultas põem os seus ovos no topo dos pinheiros ou cedros que infestam durante a primavera. As lagartas eclodem e passam o outono e inverno na arvore, construindo ninhos de seda que parecem aglomerados de algodão doce nas extremidades das copas das arvores. Durante a noite as lagartas saem do ninho e alimentam-se das folhas das arvores, regressando de madrugada, sempre em procissão.
Por esta altura do ano, Dezembro a Abril dependendo das temperaturas, as lagartas descem da arvore, em procissão, para se enterrarem na terra até se transformarem na traça adulta que emerge da terra na primavera.
É neste momento, em que descem das arvores e caminham sobre a terra que apresentam maior risco para animais e humanos.
As lagartas estão cobertas de pelos altamente urticantes – isto significa que o contacto com estes pelos pode provocar reações alérgicas ao contactarem com a pele ou mucosas. As crianças e os animais estão especialmente vulneráveis pela curiosidade de ver estes bichinhos com um comportamento tão estranho. Essa curiosidade facilmente leva a uma urgência médica devido à comichão intensa provocada por um contacto ligeiro ou, no caso de um contacto mais prolongado ou próximo pode haver inflamação grave e ulceração da zona – este tipo de reação é sério e necessita de tratamento médico urgente.
A maioria dos cães que atendemos aparecem com sintomas parecidos com os do Gaspar, olhos ou lábios inflamados com corrimento e eventualmente ulceração e feridas. Infelizmente também já vimos casos mais graves em que os cães chegaram a lamber ou mesmo ingerir uma lagarta – estes são os casos que poderão ser fatais pelo choque anafilático provocado no curto prazo ou nos dias após o contacto devido à necrose secundária à inflamação causada pelo veneno dos pelos da lagarta.
Se identificar ninhos ou as próprias lagartas mantenha uma distância saudável e contacte a Junta de Freguesia local para avisar do problema ou peça conselhos a um exterminador profissional. Existem diferentes formas de combate dependendo do momento do ciclo de vida da lagarta não só para limitar a sua propagação mas principalmente para limitar o risco para pessoas e animais. Estas lagartas ainda são venenosas depois de mortas, queimadas e pisadas.

Voltar Atrás